Elaboração de Currículo - Guia Definitivo | Carreira Turbinada

Elaboração de Currículo – Guia Definitivo

Você deve pensar na elaboração de currículo como algo estratégico para ter o emprego que deseja, do contrário, não vai conseguir o resultado que espera.

Índice de Conteúdo

Em outras palavras, você deve planejar e dedicar tempo para elaborar o seu currículo, de forma que retrate suas melhores competências.

APRENDA COMO ELABORAR UM CURRÍCULO

Muitos profissionais não dedicam atenção na preparação do seu currículo e acabam incluindo dados sem qualquer relevância.

Ou ainda, deixam de colocar informações que podem fazer total diferença, para serem selecionados.

Inclusive, deixam de incluir informações que envolvem as mudanças do próprio mercado, seja por conta de crises econômicas, mundiais e pandemias.

Dedicar tempo, atenção e planejar sua elaboração de currículo, independe se você está buscando recolocação, estágio, primeiro emprego, ou ainda, está em busca de fazer uma transição de carreira.

SAIBA COMO FAZER A ELABORAÇÃO DE CURRÍCULO PARA PRIMEIRO EMPREGO

De acordo com as estatísticas, muitos candidatos são eliminados nos processos seletivos por apresentarem currículos mal elaborados e incongruentes.

Quer dizer, currículos que não atendem às necessidades dos recrutadores.

ENTENDA O QUE OS RECRUTADORES OLHAM NA ANÁLISE DE CURRÍCULO

Para que você consiga elaborar um currículo que atenda às necessidades do mercado, antes de mais nada você precisa entender qual a importância de ter um currículo bem elaborado.

Finalidade do Currículo

A finalidade de um currículo é criar uma apresentação pessoal, ordenada e sintética, para se concorrer a uma vaga de: Emprego; Concurso Público; Concessão e Bolsa de Estudos; Participação em Projetos, entre outros.

O Currículo surgiu para que o indivíduo pudesse ter de forma breve e, em um único documento, informações relevantes sobre a sua trajetória de vida:

  • Pessoal;
  • Educacional – através da formação;
  • Profissional – através de suas experiências laborativas.

Podemos dizer que a prática de registrar essas informações relevantes, como as competências, surgiu no Egito, aproximadamente há 3.500 anos, quando estudiosos e artistas, faziam a elaboração de currículo, registrando seus feitos em papiros ou pedras.

Quero dizer que, já naquela época, existia uma preocupação de garantir que as competências fossem identificadas, catalogadas e difundidas para gerarem reconhecimento.

Hoje não se usa mais papiros e pedras, contudo contamos com diversos modelos de currículos, que facilitam a apresentação do profissional.

Aliás, modelos que atendem de acordo com a demanda do mercado.

Atualmente, temos que levar em consideração as questões da Indústria 4.0.

Tipos de Currículo

A diferença nos tipos de currículo não está apenas na sua mudança de layout.

Ou seja, na sua apresentação estética, mas sim na maneira de organizar as informações que destacam alguns aspectos do candidato.

A escolha do tipo de currículo mais adequado deve estar relacionada ao perfil do candidato, sua experiência, seu conhecimento e sua formação.

Entretanto, quero ressaltar que o perfil da vaga desejada e as exigências da empresa também devem ser consideradas no momento da elaboração do currículo.

Encontramos os seguintes modelos de currículo no mercado:

  • Currículo Lattes;
  • Cronológico Direto (Ascendente);
  • Cronológico Inverso (Descendente);
  • Funcional ou Temático;
  • Cronológico-Funcional ou Misto;
  • Currículo por Competências;
  • Europass: Currículo Europeu;
  • Currículo Criativo;
  • Currículo Cego;
  • Vídeo Currículo;
  • Currículo Web Pessoal;
  • Currículo Memorial (é um currículo comentado, ou seja, escrito de forma discursiva)

Podemos citar também o LinkedIn, que se tornou uma ferramenta relevante para a captação de profissionais, através da descrição do seu perfil.

Bem como o Portfólio, que não é um tipo de currículo, entretanto é muito usado para algumas áreas de atuação.

Melhor falando, geralmente os profissionais que usam para completar suas apresentações, são:

  • Web Designers;
  • Programadores;
  • Fotógrafos;
  • Ilustradores;
  • Redatores;
  • Arquitetos;
  • Profissionais de Beleza.

Enfim, de nada adianta escolher um modelo, para fazer a elaboração de currículo, se você não compreender que ele deve seguir as necessidades da vaga.

Isto é, o seu currículo precisa responder as seguintes perguntas:

Meu objetivo profissional está compatível com o que exige a vaga?

Minhas competências técnicas atendem ao que a vaga pede?

Eu tenho as competências e experiências solicitadas na vaga?

Para que você esteja o mais próximo possível das respostas certas, você deve focar sua atenção em entender a relação entre o perfil da vaga e o seu perfil profissional.

Bem como, antes de fazer a elaboração de currículo, conhecer como os recrutadores fazem a análise, para prepará-lo de acordo.

Como os Recrutadores Fazem Análise de Currículo

Muitos profissionais se questionam:

Como os recrutadores fazem a análise de currículo?

Como devo fazer a elaboração de currículo que atenda às expectativas dos recrutadores?

Inicialmente você deve levar em consideração que a primeira coisa que eles pensam é: Este candidato está dentro do perfil da vaga?

A partir disso, você já pode pensar em elaborar o currículo, analisando o perfil da vaga e comparando se o seu é compatível ou está muito próximo de ser.

Melhor dizendo:

Se a análise de currículo está pautada no perfil da vaga, o que os recrutadores buscam são profissionais que possuem competências e habilidades necessárias para a execução das atividades descritas na vaga.

Durante a análise, os recrutadores levam em consideração a relação entre o candidato e a vaga, assim como, a objetividade do profissional.

Por esta razão, é importante destacar qual o seu objetivo profissional, em que área ou função pretende atuar.

Lembre-se:

Se você não tem um objetivo, o recrutador tem.

E o objetivo dele é encontrar o profissional adequado para a vaga.


Uma outra coisa que você precisa refletir é sobre quais são as palavras-chave que deve incluir no seu currículo, e que vão chamar a atenção dos recrutadores.

Palavras-Chave

As palavras-chave têm papel fundamental na internet, porque são utilizadas como filtros em diversas buscas.

As palavras-chave são aquelas que estão relacionadas com seus conhecimentos, habilidades e atitudes profissionais e que vão se destacar, no meio de tantas outras, quando você fizer a elaboração do seu currículo.

Sendo assim, você também deve considerar as palavras-chave como filtro para facilitar que o recrutador encontre o que for relevante para a vaga que está divulgando

Ou seja, saber identificar e incluir as palavras-chave é essencial para que o seu currículo seja analisado e selecionado.

Para se colocar em prática a inclusão das palavras-chave é primordial que você tenha um objetivo profissional bem definido para a sua carreira, bem como, leia sempre com muita atenção a divulgação das vagas, pois terá que fazer um cruzamento das palavras mencionadas no anúncio com o seu currículo.

Agora que você já sabe que as palavras-chaves podem fazer muita diferença na elaboração de currículo, você precisa saber quais são os tópicos mais relevantes e que não podem faltar.

O Que Colocar na Elaboração de Currículo

Como já disse, o currículo tem a função de passar uma ideia básica e geral a respeito de um candidato a uma vaga de emprego.

Também serve de guia para os recrutadores, no momento em que estão entrevistando o candidato, de forma que possam fazer anotações para fixar na memória, características preponderantes para a seleção.

Uma boa elaboração de currículo, tem o papel de te “vender”, de modo sutil, positivo e verdadeiro.

Tem o papel de elevar a sua possibilidade de participar de vários processos seletivos, de ser chamado para um número maior de entrevistas, dinâmicas de grupo e, consequentemente, aumentar as suas chances diante do mercado de trabalho.

LEIA MAIS SOBRE DINÂMICA DE GRUPO E VEJA COMO SE SAIR BEM

Você precisa pensar, ao elaborar o currículo, que uma das características principais é a sua simplicidade, porém com conteúdo que traduza, efetivamente, seus principais atributos e resultados.

Você deve fazer a elaboração de currículo de forma objetiva, legível e de fácil entendimento pelo recrutador e a forma mais usual de apresentá-lo é a partir do seu momento atual para o passado.

Ou seja, você vai descrever informações como: formação, cursos e experiências, de forma cronológica decrescente.

Contudo, fica sempre a questão:

Como devo fazer a elaboração de currículo?

O que devo incluir?

O que devo evitar?

Na realidade, o que determina ter ou não no seu currículo, são os requisitos exigidos na vaga.

Sobre o que você deve evitar, eu sugiro que leia o artigo Os 7 MAIORES ERROS NO CURRÍCULO.

Vejamos a questão abaixo, que gera muitas dúvidas:

Devo incluir foto ou não?

Se for exigência da vaga, você deve incluir, se não for, eu incluo na lista do que você deve evitar.

Normalmente, a elaboração de currículo deve ser feita seguindo os seguintes tópicos: Dados Pessoais; Objetivo Profissional; Resumo das Qualificações Profissionais; Formação Acadêmica/Escolaridade; Experiência Profissional, além de Cursos e Atividades Complementares.

Entenda a importância de cada tópico.

Dados Pessoais

Trata-se de parte extremamente importante e que se assemelha ao cartão de visitas.

Isto é, apresenta itens básicos e indispensáveis para que o recrutador possa te conhecer e fazer contato com você, caso seu perfil seja selecionado para participar do processo seletivo.

Deve ser informado: nome completo; bairro, cidade e estado; telefone de contato; endereço de-mail.

Quero destacar que, apesar de muitos profissionais da área entenderem que o candidato deva incluir o endereço completo, eu não recomendo porque me preocupo com a sua segurança.

Se é para saber se mora perto ou longe, basta o bairro, cidade e estado.

Entretanto, eu sugiro que você mencione também:

  • O seu endereço de Skype, que é muito usado nas entrevistas de emprego;
  • O seu endereço do perfil do LinkedIn, pois trata-se de uma rede social com objetivo profissional e que muitas empresas usam para conhecer melhor o perfil do candidato;
  • E as informações sobre deficiência física, caso possua, pois muitas vagas são para PCDs (terminologia usada para se referir à Pessoa com Deficiência – todo individuo que possui uma limitação permanente (Física, Visual, Auditiva e Intelectual)).

Objetivo Profissional

Pode parecer clichê a frase:

“Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve”

Alice no País das Maravilhas

Ocorre que, esta frase, retrata exatamente o que pensam os recrutadores sobre o candidato que não coloca no currículo o seu objetivo profissional.

Aliás, além de pensar que qualquer lugar serviria para ele, também analisa a falta de direção e propósito que o profissional tem com sua carreira.

Minha sugestão é que você tenha seu objetivo profissional muito bem definido, porque, caso você seja chamado para a entrevista de emprego, o recrutador pode questionar você pessoalmente.

CONHEÇA O GUIA DEFINITIVO PARA ENTREVISTA DE EMPREGO

Além disso, faça uma reflexão se o seu objetivo profissional está alinhado com o objetivo da empresa para a qual está se candidatando.

Resumo das Qualificações Profissionais

Quando você fizer a elaboração de currículo, pense que neste campo você vai precisar destacar, resumidamente, as experiências e os resultados que você obteve ao longo da sua carreira profissional.

VEJA COMO FAZER O PLANEJAMENTO DE CARREIRA

A proposta de incluir o resumo das suas qualificações profissionais é facilitar a análise do recrutador e não fazer ele perder tempo com histórias longas.

Afinal, será através do breve relato sobre a sua trajetória profissional, que o recrutador terá condições de identificar se o seu perfil está compatível com o perfil da vaga divulgada.

Além disso, conhecerá quais foram os resultados que você gerou para as organizações que trabalhou anteriormente, analisando se será capaz de gerar também para a empresa que ele está fazendo o processo seletivo.

Formação Acadêmica/Escolaridade

Apresente sua formação e especialização mais recente e que atenda às exigências da vaga.

Não deixe de mencionar o ano de conclusão e o nome da instituição onde foram realizadas.

O mercado de trabalho considera, no item Formação Acadêmica, os cursos de longa duração, que envolvem:

  • Profissionalizantes ou Técnicos;
  • Graduação ou Pós-graduação – (“lato sensu” – as especializações e os MBA´s, e os “stricto sensu” – os mestrados e os doutorados).

Se, no momento da elaboração de currículo você ainda não tiver uma graduação ou pós-graduação, você deve mencionar a sua ESCOLARIDADE.

Experiência Profissional

Uma das partes, na elaboração de currículo, que mais assusta as pessoas é a Experiência Profissional.

Na realidade é uma das principais partes do currículo, uma vez que, as empresas se interessam, cada vez mais, pelas experiências dos candidatos.

Por este motivo, os recrutadores dedicam mais tempo para analisar este tópico.

Contudo, você não deve temer!

Pense em tudo o que já fez de atividades, em cada empresa que trabalhou e, acrescente a isso, os resultados que você conseguiu alcançar fazendo essas atividades.

Olhe para as suas experiências de forma estratégica, refletindo sobre as consequências positivas que cada uma delas gerou e você terá o seu diferencial.

Pensa no seguinte exemplo:

Um dos pré requisitos importantes para a empresa contratante é que o profissional selecionado deve ter a habilidade de arquivar documentos.

Você e um outro candidato possuem este pré requisito informado no currículo, porém…

Você coloca apenas: Arquivava os documentos do Departamento Financeiro;

E o outro candidato coloca: Criei metodologia para arquivar os documentos do Departamento Financeiro, reduzindo em 95% o número de erros no processo de arquivamento.

Quem você contrataria?

Logo, não é necessário ficar reconsiderando todas as atividades que fez, mas sim quais produziram repercussões positivas e que propiciaram elevar os resultados da empresa para qual você trabalhou anteriormente.

As experiências devem estar atreladas ao Objetivo Profissional e consequentemente ao perfil da vaga desejada. O que significa que uma determinada experiência pode não atender a mais de uma vaga.

LEIA TAMBÉM SOBRE: ESCOLHA PROFISSIONAL – QUAIS FATORES INFLUENCIAM?

Existem algumas formas de tornar interessante para os recrutadores a sua bagagem profissional, seu know-how e qualificações, basta atentar para alguns pontos que tecnicamente facilitam nesse processo.

Uma delas é utilizar verbos na voz ativa (quando o sujeito pratica a ação, é um sujeito agente).

Isto porque as frases com o verbo na voz ativa dão destaque às conquistas, além de deixar a leitura muito mais simples e direta.

Cursos e Atividades Complementares

Você deve considerar incluir os Cursos e Atividades Complementares, na elaboração de currículo.

São dois tópicos importantes que complementam todas as informações anteriores e que podem ressaltar competências desenvolvidas e vivenciadas, independente da experiência profissional.

São capazes de destacar algumas qualificações que podem contribuir para a vaga pretendida.

Tanto os Cursos Complementares, quanto as Atividades Complementares (alguns especialistas consideram Informações Complementares ou Outras Informações) devem agregar valor ao currículo.

Por isso, a importância de citar apenas o que for relevante para a vaga desejada.

Sabe aquela atividade social que você desenvolve?

Ela pode dizer muito das suas competências.

A descrição dessas informações deve seguir a ordem cronológica decrescente, ou seja do mais recente para o mais antigo.

Isto poque, o objetivo é identificar o tempo que você levou para fazer um curso, participar de eventos para se capacitar ou mesmo que se dedicou a uma atividade social.

E, quando as informações estão desordenadas, ou em ordem crescente, acabam dificultado a verificação por parte dos recrutadores, fazendo com que percam tempo ou mesmo o estímulo de continuar analisando o seu currículo.

Outro dado importante é sobre certificações, que podem ser indicadas também neste tópico.

Entretanto quando forem exigidas na descrição da vaga é mais estratégico mencioná-las no início do seu currículo, logo depois da Formação Acadêmica.

Quanto mais estiver destacada, melhor será para o recrutador identificar.

Agora que você já sabe quais são os tópicos que são fundamentais na elaboração de currículo, você precisa focar no seu envio para as melhores oportunidades.

Lembre-se de que não é para “panfletar” o seu currículo, e sim enviá-lo para as vagas que possuem o perfil próximo ao seu.

Estratégia para Buscar as Vagas

Procurar emprego não é uma tarefa fácil, até porque envolve muito as questões emocionais.

Porém, você precisa pensar que é uma tarefa desafiadora, pois assim, você agirá de forma estratégica para encontrar sua melhor oportunidade.

Ou seja, você vai se empenhar em desenvolver um planejamento com ações que possibilitem chegar na vaga certa.

Você deve levar em consideração:

  • Disciplina;
  • Rotina;
  • Resiliência – nem sempre você receberá respostas sobre o envio do seu currículo;
  • Automotivação.

Além disso, você precisa ter um currículo para cada vaga.

O que significa que você precisa analisar o perfil da vaga e verificar se tem todos ou parte, dos requisitos solicitados.

Afinal, usar o mesmo modelo que todo mundo usa, é fazer seu currículo ser descartado como o de todo mundo.

Crie o seu diferencial e participe de todas as etapas de um processo seletivo.

Como Ter um Currículo Diferenciado

Mantenha seu currículo sempre atualizado, pois assim, você será capaz de aguçar a curiosidade dos recrutadores e fazer com que eles te chamem para uma entrevista.

Ou seja, você deve estar sempre atento às mudanças que o mercado tem vivenciado, como:

  • As crises econômicas e sociais;
  • Pandemias e quarentena.

Isto é, mantendo em seu currículo tudo o que você desenvolveu, aprendeu e vivenciou e que se transformou em um diferencial na sua carreira.

ENTENDA MAIS SOBRE ELABORAÇÃO DE CURRÍCULO – PÓS PANDEMIA

É inevitável que todo profissional que está buscando uma oportunidade, trace uma trajetória para chegar até as vagas que estão relacionadas ao seu Objetivo Profissional.

E, consequentemente, com o que planejou para a sua carreira.

Sendo assim, mostre para as empresas que você tem foco na sua carreira, tem postura profissional e que está disposto a se desenvolver cada vez mais.

Se você ainda ficou com dúvidas sobre como fazer a elaboração de currículo e quer turbinar sua carreira, não guarde consigo.

Estou aqui para ajudar no que for preciso para você ter o emprego dos seus sonhos.

Além disso, você também pode enviar o seu currículo para participar dos Webseminários que realizo de forma gratuita.

É só clicar no link abaixo e preencher o formulário:

Carreira Turbinada – Programa Acelerador de Carreira
Eu vou SELECIONAR 3 CURRÍCULOS para ANÁLISE GRATUITA – Online e Ao Vivo.

Envie Seu Currículo e RESPONDA:
Por que DEVO SELECIONAR o Seu?

Mas se você não tem um Currículo para enviar, cadastre-se agora em:

Wenseminário Gratuito – Elaboração de Currículo

Deixe um comentário

You have to agree to the comment policy.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima