Liderança 4.0 – Como Desenvolver | Carreira Turbinada

Liderança 4.0 – Como Desenvolver

Liderança 4.0 não é modismo, é transformação e uma questão de necessidade para empresas e profissionais se manterem competitivos no mercado.

Índice de Conteúdo

Muito se tem falado sobre o papel das lideranças dentro de uma organização.

O quanto tem sido fundamental para que, negócios e pessoas, se desenvolvam e possam gerar maior produtividade, performance e resultados.

Hoje não é mais possível fazer uma gestão de pessoas nos mesmos moldes do passado, onde o perfil dos gestores era de: “manda quem pode e obedece quem tem juízo”.

A empresa 4.0, requer uma gestão 4.0 e uma liderança 4.0, que sejam totalmente voltadas às expectativas dos clientes externos e internos e da sociedade em geral.

A forma de liderar vem passando por diversas transformações, entretanto nunca foi tão imprescindível, como está sendo atualmente.

Com o advindo da Indústria 4.0, desenvolver a habilidade de liderança tem sido o foco de organizações e profissionais que querem se manter sustentáveis.

Mas como se tornar um líder 4.0?

Para entender melhor quais são as competências necessárias para uma liderança 4.0 eficiente e eficaz, é preciso compreender o que é revolução industrial e suas fases.

Revolução Industrial

Período de desenvolvimento tecnológico e avanço do processo industrial, iniciado na Inglaterra no século XVII, que gerou grandes transformações para a humanidade.

Já passamos por três fases da revolução Industrial, sendo elas:

Primeira Revolução Industrial

Se deu através de descobertas que proporcionaram o crescimento das indústrias, com o uso da energia a vapor, da introdução das máquinas e da mecanização da produção.

Foi marcada pela transição da manufatura para o sistema fabril, gerada pela invenção da máquina de fiar e a máquina a vapor.

Isso fez com que deixássemos de ter teares movidos a “braços fortes” e passássemos a ter motores movidos a vapor.

Nessa época, o posicionamento das lideranças era focado na força e na forma desumana dos patrões tratarem os trabalhadores, que chegavam a correr riscos de acidentes.

Segunda Revolução Industrial

Já a segunda revolução, ocorreu no meado do século XIX e foi manifestada pela descoberta da eletricidade e do sistema de produção de linha de montagem.

Ou seja, época do Taylorismo e do Fordismo, onde o princípio básico era racionalizar o processo produtivo, através de movimentos repetitivos dos homens e das máquinas.

Além disso, ocorreu o progresso técnico-científico, criando a possibilidade de desenvolver máquinas novas, utilizar o aço, o petróleo e ampliar os meios de comunicação.

O modelo de liderança deste período se mantinha autocrático e autoritário, com centralização do poder, das decisões e das informações em uma única pessoa.

Terceira Revolução Industrial

De certa forma ainda vivemos esta revolução, que teve seu início em meados do século XX e que vai além de uma mudança das transformações industriais.

Ela é marcada pelo avanço da ciência, da tecnologia, da eletrônica, da informática e da robótica.

Época em que ocorre o início da automação nos processos de produção e desta vez, sem auxílio humano. Ou seja, processos realizados por robôs.

É o início, também, da globalização, com surgimento dos computadores, a criação da internet e dos dispositivos móveis.

Período em que surgem mudanças na administração de pessoas e nas relações de trabalho, com a inclusão de direitos trabalhistas, proibição de trabalho infantil, inclusão de benefícios e redução na carga horária de trabalho.

Além destas transformações, vem também a necessidade de entender como gerar maior produtividade, por parte dos trabalhadores.

Com isso, começam os estudos sobre o comportamento humano dentro das organizações, trazendo à tona temáticas até então não abordadas como: atuação das lideranças, formas de motivar e qualidade de vida.

Ou seja, surge uma visão de liderança diferenciada, com a proposta de olhar as pessoas, suas competências individuais e o que pode ser feito para desenvolvê-las.

Entendendo, inclusive, qual o seu planejamento de carreira.

CONHEÇA: 5 ETAPAS PARA ELABORAR PLANEJAMENTO DE CARREIRA

Atualmente estamos vivenciando a transição da terceira para a quarta Revolução Industrial, que é responsável por mudanças mais objetivas e efetivas no papel das lideranças, dentro das organizações.

Entretanto, para entendermos melhor como ela impacta na atuação das lideranças, precisamos compreender o que é a Indústria 4.0.

O que é Revolução Industrial 4.0 ou Indústria 4.0

Trata-se de um conceito desenvolvido pelo alemão Klaus Schwab, diretor e fundador do Fórum Econômico Mundial.

De acordo com Schwab, essa transição que estamos vivenciando:

“Transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos”.

Considerada a revolução mais disruptiva e transformadora da humanidade, ela compreende a ligação entre as várias tecnologias digitais, físicas e biológicas.

A Indústria 4.0 possui duas características fortes: automação de tarefas e controle de dados e informações.

Isto é, as mudanças estão focadas na conectividade, nas análises de dados por tecnologias mais avançadas, e por computação cognitiva que permitem criar indústrias mais autônomas e inteligentes.

Quais os Impactos da Revolução Industrial 4.0 no Mundo

O seu impacto vai além da efetividade produtiva, essas transformações estão afetando o mercado de forma macro.

Ou seja, o impacto será nas relações de consumo e experiência do cliente externo, nas relações de trabalho e experiências do cliente interno e nos modelos de negócio.

A adaptação e mudança ocorre na forma de se enxergar o trabalho e deverá ser mais intensa em virtude de fábricas mais automatizadas.

Contudo a demanda por desenvolvimento e pesquisa aumentará ainda mais, oferecendo oportunidades para os profissionais que buscarem desenvolvimento contínuo.

Isto porque, elevará o grau de necessidade de contratação e retenção de profissionais tecnicamente capacitados e com formação multidisciplinar.

Em outras palavras, a forma de gerenciar uma organização, na Indústria 4.0, deverá seguir a mesma linha, isto é, deverá ser uma gestão 4.0.

O que é Gestão 4.0

Trata-se de um novo modelo de gestão organizacional, que tem por base a Indústria 4.0, e que surge a partir da necessidade que os clientes possuem em interagir com as empresas.

Sendo assim, na gestão 4.0 as organizações trabalharão de acordo com as expectativas dos clientes.

Com isso, fica ainda mais evidente a carência das organizações, no que diz respeito às informações dos clientes.

Elas vão precisar investir em tecnologias como o uso de ferramentas de CRM e Customer Analytics, para registrarem informações que vão permitir fazer uma análise dos clientes, de forma mais efetiva.

Ou seja, todo o comportamento do cliente será usado na tomada de decisão dos negócios.

A Revolução Industrial 4.0 realmente mudará a forma como vivemos, trabalhamos, nos relacionamos e principalmente, os sistemas sociais e econômicos que regulam a vida de cada um de nós.

Contudo, em se tratando de relações, um dos fatores mais relevantes para a Indústria 4.0, além da forma de se relacionar com clientes e sociedade, será as relações entre líderes e liderados.

Por esta razão, hoje se fala no desenvolvimento de Lideranças 4.0.

O que é Liderança 4.0

É fato, que para uma empresa permanecer competitiva no mercado, ela precisa estar “antenada” com as mudanças que estão ocorrendo e se manter à frente dessas mudanças.

Inovação e reinvenção passaram a ser palavras necessárias do cotidiano corporativo, propiciando o fortalecimento da cultura e promovendo relacionamentos transparentes e saudáveis entre as pessoas que fazem parte da organização.

Em outras palavras, o papel das lideranças vem sendo cada vez mais importante e de uma responsabilidade ímpar.

Isto é, não podem concentrar apenas esforços no crescimento tecnológico e produtivo, será necessário que foquem seus esforços nas pessoas, na sociedade e no meio ambiente.

O papel das lideranças deve se concentrar em garantir a segurança no desenvolvimento de novas tecnologias, tornando-as cada vez mais favoráveis à sua evolução, porém não deixando de olhar as pessoas que compõem a sua equipe.

Sendo assim, os líderes vão precisar engajar melhor os seus liderados, tornando as relações mais colaborativas, por conta de questionamentos mais profundos que as mudanças estão proporcionando.

VEJA COMO FUNCIONA O RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NAS ORGANIZAÇÕES

As Lideranças 4.0 deverão ter um olhar mais aberto para as novas formas de trabalho.

Quer dizer, terão que mudar seus modelos mentais, olhando para o coletivo, o colaborativo e, principalmente, o futuro de todos.

As novas lideranças terão que incorporar, rapidamente, essa nova mudança e dissipar o medo dela.

Afinal, de acordo com o futurista Alvin Toffler:

“Mudança é o processo no qual o futuro invade nossas vidas.”

E se mudança é um processo, que traz o futuro para mais próximo de nós, se as lideranças continuarem a olhar com medo para esse futuro, certamente não vão conhecê-lo.

Além disso, ele também nos sugere o aprendizado contínuo:

“O analfabeto do século XXI não será aquele que não consegue ler e escrever, mas aquele que não consegue aprender, desaprender e reaprender.”

O que deve ser uma das principais características da liderança 4.0.

Características da Liderança 4.0

Apesar de ainda vivenciarmos o modelo de gestão tradicional, ou seja um modelo controlador, hierárquico e cheio de padrões engessados, estamos mais da metade do caminho para uma liderança transformadora.

Com o crescimento da visão tecnológica e de gerações mais conectadas, a forma de gerir tende a ser menos centralizadora e mais compartilhada, menos hierárquica e mais colaborativa.

O mundo corporativo precisa contar mais com líderes que encorajem suas equipes a inovarem, enfrentarem novos desafios com essa nova era digital.

Por esta razão, a liderança 4.0 tem como características: agilidade na tomada de decisão; autogestão, foco nas pessoas e aprendizado contínuo.

Agilidade na Tomada de Decisão

Perante tanta informação, disponibilizada em tempo real, uma das características da liderança 4.0 é lidar, através da inteligência emocional, com a tomada de decisão rápida.

Além disso, a visão de agilidade deve ser direcionada para identificar oportunidades de negócio, superar a pressão do mercado e, principalmente, saber lidar e gerenciar os conflitos comportamentais das equipes.

Além de profissionais multidisciplinares, as lideranças estão lidando com gerações distintas, sendo as gerações millenials e centennials as que mais demandam de desafios.

Eles então motivados por um propósito (Saiba como criar um propósito para a carreira), por autonomia para realizar as ações, pelo sentimento de pertencimento, de confiança e de responsabilidades.

Querem ser engajados através de uma liderança que delegue, que saiba se comunicar com transparência, que desenvolva a capacidade de autogestão e que estimule a colaboração da equipe.

Isso tudo em um momento onde a conectividade impera e que as pessoas não estão nos mesmos lugares, ou seja, estão trabalhando e interagindo à distância.

Foco nas Pessoas

A liderança 4.0, apesar de estar atenta aos resultados, não deixa de estar focada nas pessoas.

O líder 4.0, promove diálogo e se comunica de forma transparente, tem influência, age de forma facilitadora e empodera equipes e colaboradores.

Tem a característica de lidar com as diferenças, da empatia, compreendendo o outro e tirando dele o seu meu melhor, investindo e potencializando sua performance, através do desenvolvimento.

Ou seja, com todas as mudanças tecnológicas a liderança 4.0 faz sua gestão com as pessoas, de forma estratégica.

Aprendizado Contínuo

O Líder 4.0 assume o controle do seu desenvolvimento, isto porque seu foco é o aprendizado contínuo.

Ele está sempre em busca de aprendizado constante, pois sabe que a velocidade das informações, torna os processos mais velozes.

Sabe que precisa estar atualizado, focado em informações relevantes e conectado a redes de pessoas que possam contribuir e facilitar esse aprendizado.

Aliás, o Líder 4.0 não só busca o aprendizado contínuo, como estimula a equipe a aprender a aprender.

Como se Tornar um Líder 4.0

É fato que a liderança 4.0 será uma das maiores impulsionadoras, para esta mudança que estamos presenciando com a Indústria 4.0.

Quanto mais disruptivos forem, mais serão inconformados e não aceitarão rótulos como: a máquina dominará o homem.

Para que você possa se tornar um líder 4.0, você vai precisar pensar em ser disruptivo e desenvolver uma série de habilidades, que a Revolução Industrial 4.0 está promovendo.

Aliás, pensar será outra mudança de paradigma nesse novo modelo de liderança, visto que no passado ouvia-se muito:

“Você não é pago para pensar e sim, para executar”.

Possuir Múltiplas Habilidades

Essas habilidades vão muito além de questões técnicas. É preciso desenvolver competências para gerar sinergia entre os principais pilares da empresa:

  • Pessoas;
  • Processos;
  • Tecnologias.

Desenvolver diversas habilidades que permitirão a conexão entre o conhecimento técnico, novas tecnologias, novas metodologias e relacionamentos.

Deverá estar atento às novidades e saber orientar seus colaboradores, estimulando a criatividade, o trabalho em equipe, bem como saber extrair o melhor de cada um.

Ser Ágil

Você vai precisar ser ágil em tempos ligeiros.

O Líder 4.0 tem que ser ágil para analisar todas as variáveis, em tomar decisões que contribuam para realização de novos serviços e implantação de novos conceitos, assim como na mediação de conflitos com a equipe.

Precisa ser articulado e ativo no desenvolvimento de equipes e na sua formação, para que processos, produtos e serviços sejam cada vez mais inovadores.

Estar Conectado

É necessário estar conectado com todas as perspectivas do negócio, sejam ligadas direta ou indiretamente a ele, e focar na antecipação e prevenção de impactos positivos ou negativos, tendo uma visão flexível e não engessada.

Usar a conectividade de forma estratégica, no que diz respeito a gerir e manter relações com os liderados., uma vez que com a mudança teremos profissionais trabalhando em diversos locais e que vão precisar obter as mesmas informações que todos os outros.

Estar Aberto e Disponível Para Aprender

É imprescindível que o Líder 4.0 esteja acessível ao novo.

Ou seja, tornando menos rígido o midset para as novas ideias, independentemente de onde elas venham, estando disponível em aprender o tempo todo.

A propósito, muitos profissionais, ao participarem de processos seletivos, na entrevista de emprego, já questionam se a gestão se posiciona de forma inovadora e se terão a oportunidade de se desenvolverem através da colaboração.

APRENDA COMO PARTICIPAR DE UMA ENTREVISTA DE EMPREGO

Como já dissemos anteriormente, deverá estar aberto ao aprendizado contínuo e as novas formas de pensar.

Ser Capaz de Orientar e Desenvolver

A Liderança 4.0 vai lidar com diversas informações e terá que compartilhá-la e transmiti-la a todos.

Ou seja, disseminar a informação, através de orientações, ensinando e desenvolvendo a equipe.

Além disso, precisa utilizar a ferramenta de feedback constantemente, que tem como princípio o desenvolvimento, como forma de estimular todos os liderados a aprenderem, desaprenderem e reaprenderem.

Ser Empático

Assim como precisa conhecer as necessidades dos clientes para disponibilizar experiências que permitam a conexão com a marca, vai precisar conhecer as necessidades dos liderados, com o objetivo de oferecer melhores experiências e sensação de pertencimento.

Vai precisar desenvolver a capacidade da escuta ativa, percebendo e, não necessariamente só se colocando no lugar do outro, mas principalmente olhando com o olhar do outro.

Possuir Bom Relacionamento Intrapessoal

A liderança 4.0 requer que o indivíduo tenha autoconhecimento e reconheça suas forças e fraquezas, seu perfil pessoal e profissional, para que consiga lidar consigo mesmo.

Ou seja, inteligência para saber lidar com suas emoções, cuidando assim da sua saúde física e mental.

Afinal, mesmo que as mudanças estejam “batendo à porta”, o líder 4.0 é um ser humano como qualquer outro.

Quero dizer com isso que ele se emociona, tem necessidades e desejos como qualquer outra pessoa.

Possuir Bom Relacionamento Interpessoal

O Líder 4.0 sabe que a Indústria 4.0 vai mudar, principalmente, a forma de se relacionar e por isso, ele deverá estar aberto a enfrentar situações difíceis nos relacionamentos interpessoais.

Para tanto, é preciso desenvolver esta habilidade, sendo empático, criando a capacidade de perceber o outro de forma holística.

Contudo, para isso, vai ser necessário formar boas equipes, ter uma comunicação assertiva, isto é, clara, transparente e ágil, sem ter que ficar “com rodeios”.

SAIBA COMO MANTER UMA COMUNICAÇÃO ASSERTIVA

Isto é, uma comunicação simples e objetiva, sem constrangimento, porém lapidando os “mimimis” que por ventura possam causar.

Ausência de Julgamentos

Deve ouvir sem preconceito, através da prática da escuta ativa, partindo do princípio que todos têm contribuição a dar.

Deve se ater aos fatos, incluindo as pessoas e não olhando as questões com olhar pessoal.

Lidar com a Inteligência Artificial

É preciso ser disruptivo e saber lidar com robôs e liderados, simultaneamente.

Será necessário desenvolver a capacidade de entender como as novas tecnologias atuam e devem atuar, de forma que a interação entre equipes e robôs possam contribuir, cada qual no seu universo, com maior produtividade e resultados.

Por tudo isso, podemos afirmar que os profissionais que desejarem se manter sustentáveis em suas funções de liderança, deverão olhar, de forma menos resistente, para as mudanças que a 4ª Revolução Industrial está proporcionando.

Em um cenário, onde “tempos e movimentos” estão sendo substituídos por agilidade e automação, as lideranças terão que ser inovadoras e visionárias.

Ou seja, será necessário desenvolver novas habilidades, ter visão de futuro e estar sustentado por três pilares que devem se conectar:

  • Tecnologia;
  • Estratégia;
  • Gestão Comportamental.

Além disso, para uma Liderança 4.0, será necessária uma mudança no modelo mental atual, revendo padrões no que diz respeito à gestão de pessoas.

Sendo assim, só nos restam as seguintes questões:

Com que olhar você está vendo a sua Liderança?

O que você está fazendo para pertencer ao grupo da Liderança 4.0?

Se você ainda não consegue responder essas questões, então conte comigo para te ajudar a fazer parte do grupo de Líderes 4.0.

Deixe um comentário

You have to agree to the comment policy.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima