A Postura do Candidato no Processo Seletivo

Postura do Candidato no Processo Seletivo | Carreira Turbinada
🕒 Tempo de Leitura: 9 minutos

Índice de Conteúdo

Muitos candidatos a emprego pensam que um processo seletivo se resume apenas à entrevista de emprego, o que é um grande equívoco.

+ APRENDA COMO PARTICIPAR DE UMA ENTREVISTA DE EMPREGO

Se você está procurando um emprego, precisa saber que será avaliado do início ao fim do seu contato com a empresa.

Segundo pesquisas, mais de 13 milhões de pessoas estão em busca por oportunidades de emprego, contudo, podemos dizer que grande parte delas não conhecem como funciona o processo seletivo.

Isto é, se você faz parte dessa lista de pessoas, que não sabe quais são as etapas do processo seletivo, isso pode comprometer a sua seleção.

Como o mercado está cada vez mais competitivo, além de concorrer com outros candidatos com mais experiências e capacitados, você estará competindo com os que conhecem todas as etapas do processo seletivo.

Mesmo que não sejam os mais qualificados.

Ou seja, a partir do momento que você passa a conhecer como funciona, consegue minimizar sua angústia e ansiedade ao buscar uma colocação no mercado de trabalho.

Sendo assim, para você ser aprovado, precisa saber o que é processo seletivo, quais as etapas e como elas funcionam.

O que é Processo Seletivo?

O processo seletivo tem por finalidade identificar pessoas que possuem competências, isto é, conhecimento, habilidades e atitudes, para atuarem como empregados em uma empresa.

Isto é, reconhecer seus conhecimentos técnicos, suas aptidões para o trabalho e suas atitudes comportamentais, como:

+ LEIA TAMBÉM: RELACIONAMENTO INTERPESSOAL NAS ORGANIZAÇÕES

Quais são as Etapas do Processo Seletivo?

Descrição ou Definição do Perfil da Vaga

Ocorre no início do processo, quando o recrutador e gestor da área, solicitante da vaga, se reúnem para definir e descrever:

  • Quais são as atividades realizadas;
  • Os conhecimentos e experiências necessários para o desempenho das atividades;
  • As responsabilidades atribuídas ao cargo;
  • E, principalmente, quais são as competências comportamentais que o cargo exige.

Além da remuneração e o pacote de benefícios. Que podem ou não serem divulgados.

É nessa fase de alinhamento, que os gestores expõem qual será o perfil do profissional ideal para ocupar o cargo disponível.

Divulgação ou Anúncio da Vaga

Refere-se ao momento no qual o recrutador publica, em diversas fontes, as informações sobre a vaga disponível na empresa.

Ele destaca todas as características necessárias, para que você possa fazer um comparativo entre o perfil da vaga e o seu perfil profissional.

A divulgação pode ocorrer através de:

  • Site da própria empresa;
  • Mural interno da empresa;
  • Agências de emprego ou consultorias de emprego;
  • Sites de emprego;
  • Profissionais que atuam com desenvolvimento de carreira (Conheça);
  • Grupos específicos no WhatsApp e Telegram;
  • Redes Sociais;
  • Instituições de Ensino ou de Classe.

Seleção ou Triagem de Currículos

Nesta fase do processo seletivo, o recrutador seleciona os currículos que estão dentro do perfil da vaga.

+ SAIBA O QUE MAIS OS RECRUTADORES OLHAM EM UM CURRÍCULO

Isto é, identificar nas pessoas que enviaram o currículo, se possuem o perfil profissional para ocuparem o cargo.

Ou seja, se suas características profissionais se aproximam das características divulgadas em relação à vaga.

Esta etapa costuma ser mais trabalhosa para o recrutador, pois ele tem que despender muito tempo para identificar os perfis que estão ou não alinhados com o descrito na vaga.

E, quanto menos tempo dedicarem nesta etapa, mais tempo possuem para se dedicar as demais, porque acabam tendo mais relevância.

Sendo assim, um dos primeiros tópicos analisados é o Objetivo Profissional. Isto porque, recrutador avalia, logo no início se o candidato tem um objetivo claro e compatível com a vaga divulgada.

+ SAIBA COMO DEFINIR SEU OBJETIVO PROFISSIONAL

Contudo, vale um alerta!

Como atualmente esta atividade está sendo realizada por softwares específicos, caso você não coloque seu objetivo profissional, pode ter seu currículo descartado de imediato.

Isto ocorre, porque esses softwares fazem a seleção através de palavras-chave.

Dessa forma, podemos afirmar que é necessário você saber o que deve ou não colocar em seu currículo.

+ COMO ELABORAR: CURRÍCULO PARA PRIMEIRO EMPREGO

Além da possibilidade de divulgar a vaga em diversas fontes, esta etapa também promove um movimento ativo do recrutador.

Porque possui autonomia de pesquisar onde deseja.

Ou seja, ele pode fazer pesquisas voluntárias em redes sociais, como o LinkedIn, ou em sites especializados em divulgação de vagas. Bem como solicitar indicação dos próprios colaboradores.

Aplicação de Teste

Em muitos casos, os recrutadores precisam identificar o grau de conhecimento técnico do profissional sobre a área específica.

Por este motivo, eles podem aplicar provas teóricas, onde o candidato preenche uma espécie de questionário com perguntas sobre a área.

Ou provas situacionais (práticas), onde o candidato vivencia simulações de situações do dia a dia profissional da área de atuação.

Geralmente, a aplicação dos testes ocorrem na seleção de candidatos para cargos operacionais, estágio ou trainee.

Existe também a possibilidade de você ter que passar por testes de perfil comportamental, o que é diferente de avaliação psicológica, pois no segundo caso, somente um psicólogo pode aplicar.

Dinâmica de Grupo no Processo Seletivo

Esta fase inclui a aplicação de dinâmicas (Veja como funciona) e jogos.

A Dinâmica de Grupo é realizada com todos os candidatos que passaram na fase da seleção do currículo.

Pois é uma forma de “afunilar” o número de pessoas que possuem mais aderência ao perfil comportamental da vaga divulgada.

Muitos recrutadores incluem esta etapa no processo seletivo, pois permite que eles possam avaliar as atitudes e comportamentos dos candidatos em situações como:

  • Desafio;
  • Estresse;
  • Descontração;
  • Convivência em grupo, etc.

Avaliação Psicológica

Na maioria das vezes, os custo da aplicação da avaliação psicológica costumam ser altos. Por isso, as empresas só incluem esta fase no processo quando já possuem um número limitado de candidatos.

Isto ocorre porque a avaliação psicológica só pode ser realizada por um psicólogo.

E, como nem sempre a empresa possui este profissional em seu quadro de colaboradores, precisa investir na contratação de empresas especializadas.

O que pode não ser viável, por conta do orçamento.

Entrevista em grupo

Costuma ser uma estratégia, adotada pelo recrutador, quando o número de candidatos selecionados pela triagem de currículo ou em uma dinâmica de grupo ficaram acima do esperado.

Uma outra estratégia é quando o recrutador tem que contratar muitos profissionais para o mesmo perfil, ou seja, quando possui mais de uma vaga para o mesmo cargo.

Como também podem usar para redução de tempo e custo com o processo seletivo.

Ao longo da entrevista, o recrutador faz diversas perguntas, para todos os candidatos. O que permite identificar, se nas respostas, eles conseguem apresentar suas metas profissionais.

Entrevista individual

A etapa da entrevista individual, no processo seletivo, é muito utilizada para análise do candidato.

+ CONHEÇA O GUIA DEFINITIVO SOBRE ENTREVISTA DE EMPREGO

Costuma ser considerada uma das mais importante, pois tem por objetivo checar informações apresentadas no currículo.

Bem como, auferir sobre informações complementares.

Ou seja, nessa etapa o recrutador pode fazer perguntas para identificar em de você se tem aderência ao perfil da vaga divulgada.

Se existe uma conexão entre você e a empresa, bem como o quanto está disposto a se engajar com o trabalho.

Além disso, você pode passar também por uma entrevista com o gestor da área em que vai atuar, com o mesmo objetivo, gerar conexão entre você e o líder que irá gerenciar suas atividades.

A partir de agora, você já sabe quais são as etapas do processo seletivo.

Sendo assim, é bom destacar que uma empresa pode ou não utilizar todas as etapas, inclusive na mesma ordem.

Porque nem sempre a aplicação de todas elas é funcional e permite que o processo seja mais assertivo para a empresa.

O que vai definir a assertividade no processo seletivo é o papel que o recrutador e você, candidato, vão exercer dentro desse contexto.

Que postura, você e ele, vão adotar durante o processo que vai permitir que o mesmo tenha um resultado final satisfatório para ambos.

Qual o Papel do Recrutador no Processo Seletivo?

Ser claro e objetivo ao divulgar a vaga.

Quanto mais detalhes e informações o recrutador passar para o candidato, menos dúvidas ele terá sobre o perfil profissional que a empresa busca.

Além disso, o recrutador facilita o seu próprio trabalho, diminuindo o número de currículos de profissionais que não estejam interessados naquela oportunidade, assim como os que não estejam com o perfil aderente à vaga.

Através da clareza e transparência, ele pode explicar, por exemplo, sobre as vagas confidenciais, permitindo assim que você sinta mais confiança e credibilidade na empresa.

Ser educado e cordial

O recrutador deve ter empatia pelos candidatos, em todas as etapas do processo seletivo.

Ele precisa entender que você pode fica nervoso, ansioso e até com medo de participar.

Se ele mantiver um comportamento focado na empatia e simpatia, minimizará sua tensão e você se sentirá mais relaxado.

Dar retorno aos candidatos

É fundamental que o recrutador informe para os candidatos como será o processo seletivo e quais serão as etapas que eles podem vivenciar.

Ou seja, é importante não deixar de dar feedback ao término de cada etapa e explicações sobre as próximas, isso inclui, principalmente, o feedback para os candidatos reprovados.

Ele não precisa ligar para todos os candidatos, mas o que se espera é que, no mínimo, passe um e-mail informando a reprovação.

Qual o Papel do Candidato no Processo Seletivo?

Conhecer bem quais serão as Etapas do Processo Seletivo

Para o candidato, o processo seletivo inicia no momento em que ele identifica a vaga e envia o seu currículo.

+ CONHEÇA O GUIA PARA ELABORAÇÃO DE CURRÍCULO

Sendo assim, você precisa pesquisar com atenção como funciona o processo seletivo da empresa que está divulgando a vaga.

Ou seja, conhecer bem o perfil da vaga e quais serão as etapas do processo pelo qual você irá passar.

Enviar o Currículo conforme solicitado

Você precisa ter atenção ao enviar o seu currículo.

Ou seja, obter informações de como deve fazer esse envio. Seja através de cadastro no site da empresa, por e-mail sob forma de arquivo em PDF, “atachado” ou no corpo do e-mail.

Se você enviar diferente do que foi solicitado, o recrutador pode nem olhar o seu currículo.

+ CONHEÇA: OS 7 MAIORES ERROS NO CURRÍCULO

Participar de todas as Etapas do Processo Seletivo

O candidato precisa ficar atento a todas as etapas, como já dissemos, além disso participar, efetivamente, de todas elas.

Contudo, caso não seja mais interessante dar continuidade na sua participação, você precisa comunicar ao recrutador sobre a desistência.

Ser educado e cordial

Faz parte do papel do candidato, ser educado e cordial, assim como faz parte do papel do recrutado.

Sabemos que são grades os desafios de quem está fora do mercado, entretanto isso não dá direito ao candidato de ser grosseiro com o recrutador.

Ser empático e fazer uma reflexão sobre as dificuldades que este profissional também passa, é imprescindível para que o processo seletivo aconteça da forma mais harmônica possível.

Entretanto, tudo isso está relacionado à postura que você deve ter, ao participar de um processo seletivo.

Quanto mais adequada for essa postura, mais resultados você pode obter.

Para isso, você precisa saber quais são as posturas que atrapalham um candidato.

Postura do Candidato no Processo Seletivo

Uma das posturas inadequada, é o candidato não conhecer sobre as etapas do processo seletivo e ficar toda hora ligando ou mandando mensagem para o recrutador.

Outra postura inapropriada, e que muitos candidatos comentem, é não darem atenção ao enviar o currículo por e-mail.

+ SAIBA QUE POSTURA ADOTAR EM UM PROCESSO SELETIVO

Além de não estarem atentos ao endereço, não dão importância ao tipo de mensagem que vão escrever para o recrutador.

Usam abreviações, gírias, ou simplesmente não escrevem nada, inclusive esta postura faz parte das estatísticas de maior reprovação pelos recrutadores.

Outro ponto importante sobre e-mail, é a falta do retorno para os recrutadores.

Mesmo que não haja mais intenção de continuar no processo seletivo, o candidato deve, por educação, responder aos e-mails dos recrutadores.

Alguns candidatos são grosseiros e se posicionam de forma arrogante, seja diretamente ao recrutador ou aos demais candidatos.

E postura como essas e tantas outras impactam, negativamente, para a seleção de um candidato.

Porém, como você quer se posicionar de forma assertiva (Saiba como manter uma comunicação assertiva), deve adotar uma postura adequada.

Como se Dar Bem no Processo Seletivo

Antes de mais nada você precisa relembrar o que foi abordado no início do artigo.

Um processo seletivo não se resume apenas à entrevista de emprego, você será avaliado do início ao fim do processo.

Ou seja, desde o momento em que você envia o seu currículo para participar do processo seletivo, até ser informado que foi ou não selecionado para a vaga.

O processo seletivo exige atenção e postura, sendo assim, nada de muita informalidade e de floreios excessivos.

Seja bem objetivo, mostre o seu interesse na vaga escolhida. Além disso, tenha atenção em relação ao retorno da empresa.

Você não deve deixar de responder ao e-mail do recrutador, mesmo que você não tenha sido selecionado.

Pode parecer estranho, mas ao agradecer o retorno, você demonstra maturidade e que está aberto para receber novas oportunidades.

Agora, se você foi selecionado para continuar no processo seletivo, deve ficar atento às etapas e identificar para qual delas foi chamado.

Não deixe de anotar todas as informações passadas pelo recrutador.

Caso tenha alguma dúvida, questione!

Por exemplo: se está sendo convocado para uma prova técnica, avalie sua disponibilidade e se terá condições de fazer a prova.

Nem sempre estamos prontos para esta etapa do processo seletivo, então se não estiver, você pode verificar, com o recrutador, a possibilidade de agendar uma nova data.

Contudo, tome bastante cuidado ao fazer este pedido. O recrutador nem sempre vê a mudança de forma positiva, por isso tenha realmente um motivo justo.

Lembrando que adiar não significa passar na prova, pois é fundamental ter o conhecimento exigido.

De acordo com o que você viu sobre as etapas do processo seletivo, a próxima convocação pode ser para participar de uma dinâmica de grupo.

Sua postura não deve ser diferente, ou seja, você precisa responder ao e-mail do recrutador.

Seja para sinalizar que participará desta nova etapa ou para dizer que agradece a oportunidade, mas não dará continuidade.

Sobre esta etapa, posso adiantar que o recrutador terá condições de avaliar as suas atitudes comportamentais.

E que manter uma conduta positiva e adequada, durante a dinâmica de grupo, será fundamental para você passar por ela com sucesso e ser chamado para a entrevista.

Lembre-se que existem dois tipos de entrevistas, em grupo e individual.

Ocorre que, tanto uma quanto a outra requerem posicionamento e comportamento adequado.

+ ENTENDA COMO SE SAIR BEM EM UMA ENTREVISTA DE EMPREGO

Fique atento à sua postura e tenha bom senso.

Ouça o que o recrutador está perguntando e responda de forma objetiva.

Para a entrevista por Skype, por exemplo, você precisa seguir a mesma linha. Ou seja, sem atrasos, boa dicção e objetividade.

SAIBA MAIS SOBRE ENTREVISTA DE EMPREGO POR SKYPE

Uma outra forma do recrutador fazer a convocação é por telefone, o que significa que você também pode ser avaliado através de uma ligação telefônica.

É imprescindível que você se mantenha tranquilo, responda as perguntas se mostrando disponível e empático.

Certamente serão atitudes bem vistas pelo recrutador.

Você não pode pensar que, “por estar atrás de um telefone”, o recrutador não terá condições de te avaliar.

Muito pelo contrário, ele tem como analisar você, através do volume e do tom de sua voz, da linguagem que usa e, até mesmo, em relação aos pequenos deslizes no português.

Além disso, avaliar a sua educação.

Como já disse, você pode ser avaliado em todas as etapas do processo seletivo.

Sendo assim, para você se tornar um bom candidato, em um processo seletivo, precisa “provocar” curiosidade no recrutador.

Ou seja, fazer com que ele tenha vontade de querer saber mais, sobre você, e te chamar para todas as etapas.

Lembre-se, se você acabou de enviar o currículo para participar de um processo seletivo, sua avaliação já começou.

Se você ainda ficou com dúvidas sobre que comportamento adotar, conte comigo!

Se inscreva no Webseminário Gratuito – Ao Vivo e Online.

1 comentário em “A Postura do Candidato no Processo Seletivo”

  1. Vemos muitos comentários em artigos sobre comportamentos necessários nos processos seletivos, em total discordância com os métodos utilizados pelos recrutadores nos processos de seleção.

    É imperativo lembrar que esses métodos estão pautados em padrões já estabelecidos e que geram maior produtividade e assertividade para os empregadores.

    Resta aos candidatos somente a opção de observar e aplicar os padrões de comportamento estabelecidos pelos empregadores, de forma a melhor se beneficiarem nos processos seletivos.

Deixe um comentário

You have to agree to the comment policy.

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
Share via
Copy link
Powered by Social Snap